21 de ago de 2010

Filme ultrafino faz com que qualquer superfície se torne touchscreen.

A empresa portuguesa Displax começou a comercializar o Skin, um novo filme ultra-fino que interage com qualquer superfície não-metálica, transformando-a em uma interface touchscreen.
A Tecnologia Multitouch Displax, ou Skin, se adapta a qualquer tipo de superfície, seja ela plana ou curva. O site Mashable conta que o filme é capaz de reconhecer até 16 toques simultâneos, além de movimentos de ar. O Skin pode ser utilizado sobre superfícies transparentes, interagindo com o que está sendo exibido em telas de computador, por exemplo.

Exemplo da utilização do Skin. Crédito: Mashable.

O site The Inquirer destaca que o filme foi idealizado inicialmente para ambientes comerciais, mas que a Displax também investirá em outros setores, como os fabricantes de telas LCD.
Miguel Fonseca, oficial chefe de negócios da Displax, afirma que a Tecnologia Multitouch da empresa é “o futuro da interação com uma ampla gama de tecnologias” e que o Skin abrirá novas oportunidades para investidores, comerciantes e para o setor de negócios.
O Skin é feito de um polímero eletrônico que transmite as informações do toque – mesmo de um sopro – por meio de uma malha de nanofios e se comunica com o computador por portas USB e Serial. A cada toque ou movimento de ar percebido pela superfície, os nanofios enviam sinais elétricos para um processador, que faz a decodificação e identifica a localização do estímulo dentro da grade.
Após chegar aos telefones celulares e smartphones, a tecnologia touchscreen parece mesmo estar fadada a virar papel de parede.

fonte: Geek

20 de ago de 2010

Hackers afirmam ter desbloqueado o PlayStation 3.

Um grupo de hackers que não quis divulgar sua identidade afirma ter conseguido com sucesso quebrar o sistema de segurança do console PlayStation 3, fazendo com que o console rodasse jogos piratas. O videogame é o único da atual geração que ainda não havia sido desbloqueado.
De acordo com o sites Eurogamer e Slashdot, eles utilizaram um sistema que combina um dispositivo USB que possui um programa próprio chamado “Backup Manager” e o disco rígido do console ou drives de memória externo para armazenar os games, que podem ser baixados da internet. O sistema de desbloqueio rodaria em qualquer modelo de PlayStation 3, independentemente da versão do firmware do sistema instalado.
Na internet, é possível adquirir o sistema, chamado de PSJailbreak, por cerca de 170 dólares australianos.
Ao acessar o programa, o jogador tem acesso ao jogos que estão armazenados nos discos rígidos. Ao selecionar um deles, o sistema reinicia, permitindo jogar o game. Para tanto, é necessário ter um game original do PS3 dentro do drive do console. Alguns vídeos mostrando o processo do desbloqueio na internet mostram gamers rodando títulos como “Infamous”, “God of war III”, e “Ratchet & Clank: tools of destruction”.
Ainda nos vídeos, os criadores do desbloqueio afirmam que o sistema não quebra a garantia do console e permite jogar todos os modos on-line dos títulos sem que a Sony “desconfie” que se trata de um jogo pirateado.
Da atual geração de consoles, o PlayStation 3 era o único que não tinha sido desbloqueado. O Wii, da Nintendo, e o Xbox 360, da Microsoft, já possuem jogos piratas. O PSJailbreak deve se popularizar rapidamente porque não exige gravadores de disco para rodar os games – o conteúdo fica armazenado no disco rígido.
A Sony ainda não se manifestou sobre o lançamento do PSJailbreak.
Reprodução de vídeo que circula na internet que mostra como funciona o desbloqueio do PS3. 
Reprodução de vídeo que circula na internet que mostra como funciona o desbloqueio do PS3.

fonte: Portal G1

19 de ago de 2010

Nintendo 3DS será mais poderoso que Wii.

O Nintendo 3DS é o nome atribuído para o sucessor de sua atual plataforma handheld gaming Nintendo DS. O nome é provisório e indica, por enquanto, apenas o nome do projeto. Entretanto, a Nintendo já registrou a marca e, assim, é possível que o nome 3DS prevaleça no lançamento.



Um dos aspectos mais interessantes do novo Nintendo 3DS será sua capacidade de mostrar efeitos em 3D sem a necessidade de uso de óculos especiais. O Nintendo 3DS tem previsão de chegar ao mercado em março de 2011.

Performance

Apesar de a Nintendo não ter revelado nenhuma especificação técnica do 3DS, somente a funcionalidade 3D já permite supor que o hardware será bem mais poderoso que o atual.

Além disso, desenvolvedores de jogos que estão trabalhando no 3DS relataram que a capacidade de processamento do Nintendo 3DS excede em muito o Nintendo Wii, e que trará o aparelho para um nível de performance comparável a consoles HD, como PlayStation 3 e Xbox 360.

NVIDIA Tegra não será utilizado no Nintendo 3DS

Desde o anúncio do Nintendo 3DS, o rumor era de que a Nintendo iria usar a plataforma móvel nVidia Tegra. Entretanto, segundo várias fontes (Engadget, EuroGamer, IGN), o Nintendo 3DS não irá usar o nVIDIA Tegra, o que, se confirmado, será um grande revés para a nVidia que depositava muitas esperanças em sua nova plataforma móvel.

Fonte: EuroGamer

11 de ago de 2010

Nintendo: Line-up para a gamescom!

A lista oficial com que a Nintendo fará a sua aparição na gamescom de 2010 já foi anunciada. Vão estar presentes jogos de grande nível, mas o título com mais destaque é The Legend of Zelda: Skyward Sword. Fique agora com a lista completa dos jogos que a Nintendo vai levar à gamescom deste ano.

Wii:
Donkey Kong Country Returns                                         
Kirby's Epic Yarn
Metroid: Other M
Tetris Party Deluxe
The Legend of Zelda: Skyward Sword
Wii Party
DS:
Art Academy: Learn Painting and Drawing Techniques
Golden Sun: Dark Dawn
Mario vs. Donkey Kong: Miniland Mayhem
Professor Layton and the Lost Future
Tetris Party Deluxe
Nunca é demais relembrar, que a gamescom 2010 vai decorrer de 18 a 22 de Agosto, em Colónia na Alemanha.

24 de jun de 2010

You Tube lança "botão vuvuzela"


Para celebrar a Copa do Mundo, o mais popular site de vídeos do planeta, o You Tube, lançou um "botão vuvuzela" nos vídeos de futebol. O botão - que traz o desenho de uma pequena bola de futebol,  tem o efeito esperado: produz um som ensurdecedor - que parece interminável. O botão foi posicionado no lado direito inferior da tela e dispara uma vuvuzela assim que pressionado - e só para se for "apertado" outra vez. Veja aqui um exemplo de vídeo com o botão vuvuzela.

fonte: Portal G1

23 de jun de 2010

Level Up Live é mais novo evento brasileiro de videogames.

A publicadora Level Up anunciou que fará uma versão brasileira do evento de jogos eletrônicos Level Up Live (LUL), criado há cinco anos pela matriz asiática da empresa.
Conforme nota oficial, a inédita edição brasileira do LUL terá "formato moderno e inovador, onde fãs e gamers em geral, jornalistas, parceiros e colaboradores estarão no mesmo ambiente".
"O Level Up Live é um marco. Nas Filipinas, é o grande evento do ano e o mercado espera ansiosamente por sua realização", diz Julio Vieitez, diretor geral da Level Up no Brasil. "Acreditamos que o dinamismo do formato e a quantidade de atrações que estamos preparando vão agradar a todos os públicos que estarão reunidos nesse evento", completa.
Estarão presentes vários diretores da própria Level Up, além de executivos da produtora Nexon, uma das principais desenvolvedoras de jogos online do planeta. Em um dos destaques da noite, os convidados farão uma mesa-redonda para discutir o universo dos jogos eletrônicos online, que, conforme a consultoria PWC, movimentou US$ 9,4 bilhões em 2009 em todo o mundo, enquanto o mercado geral de jogos eletrônicos (incluindo os offline) faturou US$ 55 bilhões no ano de 2009, segundo PWC. Para efeito de comparação, esse número é superior ao que a Fifa pretende faturar em 2010 com a Copa do Mundo (US$ 4 bilhões, segundo Crowe Horwath RCS), maior evento esportivo do mundo.
Outro ponto alto será uma apresentação do desenvolvedor-chefe da Nexon, responsável pelo título Combat Arms, Yong Shin Kwak, que vai contar vários detalhes desse que é o mais recente jogo da Level Up no país -- e que teve mais de 80 mil pessoas inscritas para participação na chamada fase fechada de testes ("closed beta").
De acordo com a nota oficial da Level Up, "dois segredos que irão agitar o mercado de jogos também serão divulgados em primeira mão". Um deles é o próximo lançamento da publicadora.
Atrações extrajogo fazem parte do evento. O som ambiente ficará a cargo de Rafael Bittencourt, guitarrista e fundador do grupo de heavy metal Angra, e sua Sphaera Rock Orchestra, enquanto o comediante Rafinha Bastos (do programa televisivo CQC) tem agendada uma apresentação humorística.
O evento será comandado pelos mestres de cerimônia Beto Marden e Fernanda Franceschetto.
É possível acompanhar pela internet tudo o que está rolando no evento, ao vivo, por meio do site da Level Up.
Para garantir sua participação, os interessados devem comprar seus ingressos em uma das cinco lan houses indicadas no site oficial do evento. O ingresso custa R$ 22, mas R$ 19,90 desse valor podem ser convertidos em créditos para serem usados em qualquer jogo da publicadora.
Participantes
Ben Colayco, diretor de operações da Level Up Internacional
Julio Vieitez, diretor geral da Level Up Brasil
Su Min No, gerente de negócios e licenças internacionais da Nexon
Yong Shin Kwak, desenvolvedor-chefe da Nexon
Leonardo De Biase, coordenador de marketing da Level Up Brasil
Mais informações
www.levelupgames.com.br
www.leveluplive.com.br
Serviço
Level Up Live (LUL)
Dia 29 de junho de 2010, das 19 horas às 23h15
Teatro Shopping Frei Caneca
Rua Frei Caneca, 569, 7º andar

22 de jun de 2010

Nintendo 3DS poderá ser vendido por US$ 200


O console Nintendo 3DS, da Nintendo,  não teve seu preço revelado durante o seu anúncio na Electronic Entertainment Expo (E3) na terça-feira (15), mas de acordo com o presidente da companhia, Satoru Iwata, seu custo de produção será superior ao do portátil DS atual e não será vendido abaixo desse custo.
Com base na afirmação feita por Iwata em entrevista ao “VentureBeat”, o site especializado em games “Joystiq” estima que o novo 3DS deve chegar ao mercado por cerca de US$ 200. A estimativa leva em conta o preço do DS original – US$ 150 – e do DS Lite – US$ 130 – ambos na época de seus respectivos lançamentos.

21 de jun de 2010

Messenger para iPhone tem ligação com redes sociais e álbum de fotos.

Um aplicativo oficial e grátis do Windows Live Messenger para iPhone já está disponível na loja virtual da Apple.
A ferramenta possibilita, além da conversa instantânea com os contados do Windows Live e do Y! Messenger, ver as atualizações de seus contatos em sites como Facebook, MySpace, YouTube e Flickr, assim como criar álbuns de fotos diretamente de seu telefone.
O aplicativo também dá acesso à conta do Hotmail e permite notificações de mensagens no aparelho mesmo quando está fechado.

19 de jun de 2010

Fotos do Flickr podem ser vendidas na Getty Images.

A partir dessa semana, os 40 milhões de usuários do Flickr poderão optar por vender suas fotos através da agência Getty Images, uma aliança que pode transformar amadores em fotógrafos profissionais. Como funciona: se um usuário decide fazer parte do negócio, ele verá que em suas fotos aparecerá um link avisando que a foto está à venda. Se alguém quiser comprar a imagem, deverá acessar o link para entrar em contato com um representante da Getty.
A empresa não revelou quanto irá cobrar por cada foto, mas levando em consideração os preços de mercado, pode-se deduzir que uma imagem de 170 por 113 pixels pode ser vendida por US$ 7 - cerca de R$ 12 - e uma 5616 por 3744 pixels geraria uma renda de até US$ 590 - aproximadamente R$ mil.
Quem decidir participar precisa clicar na pergunta "Você gostaria de licenciar suas fotos via Getty Images?" que aparece junto às imagens desde quinta-feira. Após fazer isso você deve escolher uma das três opções: não participar, participar ou permitir que a Getty entre em contato se existir alguma imagem de interesse, mas não exibir publicamente que as suas fotografias estão à venda.
O Flickr já tinha uma parceria com a Getty Images para vender fotos, mas era um sistema fechado. Agora, qualquer usuário do site pode participar.
"Os usuários do Flickr são os olhos do mundo" disse Douglas Alexander, gerente geral do Flickr à BBC. Temos pessoas que contribuem em mais de 100 países e as imagens chegam de todos os cantos do planeta. Este acordo amplia os horizontes e o mercado global de fotografia comercial, além de proporcionar aos nossos usuários a possibilidade de ganhar dinheiro" disse Alexander.
Algumas pessoas que participam da parceria demonstram sentimentos mistos sobre seus benefícios.
"Eu trabalho por conta própria e tenho uma série de pedidos. Eu diria que um terço da minha renda vem desta parceira, o que é bom se você considerar que eu tenho cerca de 200 fotografias na Getty e 2,5 mil imagens em outros sites", disse Hal Bergman.
Entretanto, os usuários não estão muito contentes. Nos fóruns de discussão do Flickr, Aaron Reed afirmou que o acordo nem sempre é positivo.
No início eu estava feliz. Coloquei as fotos e as vendi. Desde então, tenho 60 imagens no total para a venda no site. Então percebi algo novo no local (Getty) ... downloads digitais. Lá estavam as minhas fotos em baixa resolução sendo oferecidas por US$ 5 ou US$ 35. Quer saber o que o meu lucro? Entre US$ 1 e US$ 7. Estou feliz que vendam imagens de baixa resolução por US$ 35 e me dêem U$$ 7? Absolutamente não", escreveu Reed.
O anúncio também não causou agrado na comunidade de software livre, há muito tempo defensora da chamada licença de "Criatividade Comum" que permite a partilha gratuita de fotos Flickr.
Se uma imagem tem este certificado significa que qualquer pessoa pode usar a foto desde que cite o autor da imagem e a reproduza dentro dos mesmos termos e condições.

18 de jun de 2010

Wikipedia aposta em mobilidade.

Para Jimmy Wales, aparelhos como o iPad podem aumentar colaborações. 
Fundador da enciclopédia virtual falou em evento em São Paulo (SP).

Com a crença de que há mais demanda do que oferta por informação de qualidade na internet, o fundador da enciclopédia virtual Wikipedia falou nesta quinta-feira (17), em São Paulo, sobre o poder do conteúdo gerado pelo usuário e mostrou o esforço da companhia para a criação de sites especializados.
“As pessoas buscam mais conteúdo de qualidade do que está disponível. Temos um longo caminho pela frente”, disse Wales durante o evento Info@Trends.
Para o americano, a popularização de equipamentos móveis como smartphones e tablets permite maior acesso aos sites infomativos e maior colaboração dos usuários. Wales disse “estar de olho” no crescimento do mercado de produtos como o iPad e similares. “Com um aparelho desses, os usuários passam a publicar mais conteúdo de forma rápida, de qualquer lugar. Mas a forma como disponibilizamos a informação nunca será mais importante do que a informação em si”, ressaltou.
Comente esta notícia


Modelo colaborativo

Com apenas 35 empregados e mais de 100 mil voluntários, a Wikipedia tem 3 milhões de artigos em inglês e mais de 500 mil em línguas como português, alemão, francês, japonês e espanhol. Na China, onde o site foi bloqueado por alguns anos, passa de 300 mil verbetes.
Wales atribui o sucesso ao modelo colaborativo. "Os usuários têm direito de publicar, de modificar, de pegar o conteúdo. É o total oposto de um conteúdo exclusivo, que só pode ser usado por um meio", disse. O foco, ressaltou, é no compartilhamento do conhecimento. Para isso, é fundamental um mínimo de legibilidade para todos os internautas e ferramentas fáceis de usar.
Segundo seu criador, a Wikipedia funciona como um sumário, um ponto de partida para pesquisas mais aprofundadas, e por isso não pode ser usada como fonte principal de trabalhos escolares ou acadêmicos. "É o primeiro passo, o primeiro lugar onde você vai pesquisar um assunto, não o último". Wales sugere ainda que o site seja usado nas escolas como uma ferramenta para ensinar os estudantes a trabalhar em conjunto.
Além da colaboração de conteúdo, a Wikipedia se mantém com doações em dinheiro. Os colaboradores doam, em média, US$ 30, mas grandes empresas também repassam quantias maiores – o Google, por exemplo, fez uma doação de US$ 2 milhões recentemente.

Sites especializados

Boa parte da palestra de Wales foi dedicada à apresentação de sites da Wikia, que abriga conteúdos tão diversos como a Lostpedia (sobre a série de TV "Lost"), Muppet (sobre os personagens de Muppets), o Green (sobre ecologia e ambiente), Recipes Wiki (de receitas) e Tampa Bay Homeless Resource Wiki (sobre moradores de rua de Tampa Bay, nos Estados Unidos).
"Os sites especializados têm um público cativo, que lê e contribui para sua atualização. Em uma busca no Google por 'Muppet', as primeiras referências são o Muppet Wiki e o verbete 'Muppet' na Wikipedia. O site oficial não aparece nem na primeira página de resultados, porque o conteúdo não é atualizado com a mesma frequência. Os usuários querem atualização contínua sobre os assuntos que gostam", exemplificou.

16 de jun de 2010

Em ritmo de copa do mundo, Twitter não aguenta o tranco dos acessos.

 O Twitter tem tido muitas dificuldades em manter o serviço estável neste mês de junho. Nos últimos dias, o sistema tem caído diversas vezes durante o dia, chegando a impossibilitar o acesso por parte dos usuários por horas a fio.
Segundo o site TechCrunch, um dos motivos para tanta instabilidade pode ser a torrente de acessos gerada pela copa do mundo, também alavancada pelo próprio Twitter com a inserção de hashflags – palavras-chave que são transformadas em ícones de bandeirinhas no serviço – e página especial para o acompanhamento das partidas da copa.
“Estávamos bem cientes do impacto da Copa do Mundo. O que não antecipamos foram algumas complexidades, que exigiam a otimização dos nossos sistemas antes e durante o evento”, explicou Sett Garrett em postagem no blog oficial do Twitter.
Tem sido frequente a presença da tradicional failwhale, baleia que aparece quando o sistema cai por algum tipo de problema, e como a solução é ajustar a arquitetura do Twitter, é possível que o serviço volte a ‘baleiar’ mais algumas vezes durante as próximas semanas.
Os problemas apresentados, apesar de incômodos, são do tipo que revela boas coisas: o Twitter teve um crescimento de acessos muito maior do que o esperado, e os usuários realmente fizeram uso do serviço para comentar sobre os jogos da copa, ainda mais com tantos incentivos da equipe do Twitter.
A previsão é de que dentro de duas semanas os problemas sejam resolvidos, mas nesse meio tempo o Twitter precisará ser suspenso para manutenção, informa o site Mashable. Se tudo der certo, o Twitter não vai deixar ninguém na mão nas semifinais e nas finais – e todo brasileiro vai ter o seu direito de dizer ‘Cala a boca, Galvão’ assegurado.

30 de abr de 2010

YouTube lança no player de Vídeo.


O YouTube estreou nesta quinta-feira um novo player para seus vídeos, com um visual um pouco mais leve e discreto que o anterior. As funcionalidades, no entanto, se mantém as mesmas. A plataforma ainda é o Flash, da Adobe.
A barra de controles do vídeo, por exemplo, esmaece um pouco quando o cursor está paralisado - o que pode indicar que o usuário está assistindo ao vídeo - dando uma melhor experiência de visualização, destaca o site Eritric. O controle de volume dos vídeos também foi modificado, agora deslizando na horizontal, de forma a não interromper o vídeo em exibição.
No entanto, o novo design do player por enquanto pode ser visualizado apenas no próprio site do YouTube, não sendo mostrado em vídeos que tenham sido incorporados a outros sites, explica o site AppScout. O novo visual deve ser liberado para todos os vídeos, dentro e fora do YouTube, nas próximas semanas.

16 de abr de 2010

Gmail agora permite anexar arquivos com clique-e-arraste.


O Google implementou recentemente no Gmail mais uma opção que visa melhorar a usabilidade do serviço. Agora já é Bastará selecionar os arquivos a serem anexados e arrastá-los para a área próxima ao assunto do email, onde será exibida a frase "solte os arquivos aqui para adicioná-los como anexos" em um fundo verde. Bem mais fácil do que precisar apertar o botão "adicionar anexo" para cada um dos arquivos a serem enviados.
No entanto, a facilidade ficou restrita aos usuários dos navegadores Firefox, da Mozilla, e Chrome, da Google. Aparentemente, a empresa pretende lançar a funcionalidade também para outros navegadores, mas como tudo foi desenvolvido em HTML 5, talvez seja preciso esperar um pouco mais, explica o site Mashable.

Geek
possível adicionar anexos aos seus emails apenas clicando e arrastando os arquivos para a tela.

13 de abr de 2010

Chrome cresce em popularidade e rouba o lugar do Safari.

 A popularidade da Google não para de crescer: após ganhar uma generosa parte do mercado de e-mails com o serviço Gmail, o Chrome, browser desenvolvido pela empresa, também apresenta números que não deixam a desejar, e continua passando à frente dos concorrentes - apesar de ainda longe dos líderes.De acordo com pesquisa realizada pela empresa de análises de internet Net Applications, entre fevereiro e março a fração do mercado abrangida pelo Google Chrome aumentou consideravelmente, passando para 6,1% e mantendo-se à frente dos seus rivais mais próximos, Safari e Opera. O Mozilla Firefox continua na segunda posição, com 24,5%, enquanto a liderança continua com o Microsoft Internet Explorer, apesar de declínios si gnificantes nos últimos meses.
Segundo o site Mashable, o principal motivo para este aumento foi o lançamento, em fevereiro, da versão do navegador para Mac e Linux, cobrindo as falhas na versão beta lançada em dezembro do ano passado. O site realizou uma pesquisa via Twitter e descobriu que muitos usuários ouviram que o Chrome era mais rápido e migraram a partir do Firefox, Safari e IE.
Mesmo assim, muitos preferem o Firefox devido à sua grande estabilidade e extensões, coisa que o Google Chrome ainda deixa a desejar. Reclamações sobre a instabilidade do Chrome em alguns sites e a necessidade de muitos utilizarem o Internet Explorer no local de trabalho podem fazer com que este aumento de popularidade diminua o ritmo futuramente.

Geek

Apple impõe novos limites a criadores de aplicativos.

 A Apple está impondo controle ainda mais firme sobre o software que pode ser instalado em seu iPhone e outros aparelhos portáteis, como demonstram suas recentes mudanças nas regras que os programadores devem seguir.
A companhia está envolvida em uma batalha com outros fabricantes de celulares, especialmente de aparelhos equipados com o sistema operacional Google Android, pelos mais recentes e melhores aplicativos, que acrescentam novas funções a um aparelho.
As novas regras, divulgadas na semana passada, determinam, em parte, que os criadores de aplicativos só podem usar ferramentas de programação da Apple. Isso é um problema para a Adobe Systems, que anunciou um novo pacote de ferramentas cujo objetivo era permitir que programadores criem um aplicativo uma única vez e depois automaticamente gerem versões para o iPhone e aparelhos de outras companhias.
Os programadores tampouco terão autorização para utilizar serviços externos a fim de verificar o desempenho de seus aplicativos no mercado. A companhia anunciou que recusará distribuição na iTunes a quaisquer aplicativos que violem o novo acordo.
"A Apple está fazendo tudo para encorajar o desenvolvimento de aplicativos, desde que em sua plataforma", disse Gene Munster, analista da Piper Jaffray. "O risco que a Apple corre é o de irritar os programadores e levá-los a desenvolver software para outras plataformas".
Mas até que as plataformas concorrentes para telefonia móvel ganhem ímpeto, disse, "não existe outro lugar a que os programadores possam ir, e por isso a Apple pode impor os termos que desejar".
A mudança deixa muitas empresas iniciantes e programadores no limbo, esperando para determinar se os seus negócios, muitos dos quais acumularam clientela substancial e receberam investimentos de empresas de capital para empreendimentos, ainda poderão operar sob as novas regras.
"A verdade é que, no momento, não sabemos muita coisa", disse Peter Farago, vice-presidente da Flurry, uma empresa de serviços analíticos com escritórios em Nova York e San Francisco. "Temos uma lista de questões".
O software da Flurry acompanha a forma pela qual os aplicativos para celulares inteligentes são utilizados, e se tornou uma ferramenta popular entre os programadores, que têm acesso a detalhes como o tempo que um jogo demora para ser completado ou quanto demora a leitura de um capítulo de livro eletrônico. Farago diz que sua empresa solicitou esclarecimentos à Apple mas não recebeu resposta.
"Acreditamos que seja possível cumprir as novas normas, com algumas modificações em nosso serviço", disse. "Faremos o necessário para que isso aconteça". Mesmo assim, a companhia está ciente de que talvez seja necessário reconsiderar seu modelo de negócios, disse Farago.
Henry Balanon, o principal programador de uma empresa chamada BickBot, que cria software para o iPhone, disse que não tinha planos imediatos de remover o software da Flurry de seus aplicativos. "Teríamos de incluir nosso próprio software de análise no aplicativo, e isso daria muito trabalho", disse Balanon. "Mas se começarmos a receber rejeições por causa disso, teremos de reconsiderar".
Especialistas setoriais, como Al Hilwa, analista do grupo de pesquisa IDC, afirmam que a Apple está reforçando seu controle sobre aplicativos, em uma tentativa de manter os rivais sob controle.
"Haverá uma briga séria para os programadores e aplicativos, nos próximos anos", disse. "Estamos no primeiro estágio da batalha pela telefonia móvel. O radar financeiro da Apple está ligado, e eles estão tentando cobrir todas as lacunas".
Munster disse que a mudança mais ampla nas fontes essenciais de receita da Apple, dos computadores pessoais para os aparelhos portáteis, era um dos motivos principais para a pressão da empresa sobre os programadores. "A questão não é lucrar com os aplicativos", disse. "Mas ganhar dinheiro com o hardware". Os aparelhos móveis com mais aplicativos são mais atraentes para os compradores.
Pelo final de 2011, disse Munster, cerca de 50% da receita total de vendas da Apple virá do iPhone e do iPod Touch. Em 2001, 80% das receitas totais vinham dos computadores de mesa e laptops Macintosh. Em 2007, a participação deles cairá a 27%, segundo o analista.
A Apple não quis comentar. Mas um programador que cria aplicativos para o iPhone, Greg Slepak, enviou mensagem de e-mail ao presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, afirmando que as novas regras "limitavam a criatividade".
"Já passamos por isso", escreveu Jobs em resposta. "As camadas intermediárias entre a plataforma e o programador terminam criando aplicativos de baixa qualidade e prejudicam o progresso da plataforma".
A proibição de uso de ferramentas de programação que não tenham sido criadas pela Apple atraiu resposta agressiva de um funcionário da Adobe. Lee Brimelow, que promove o software Adobe, escreveu em seu blog esta semana que "essa é uma medida assustadora, que não tem outra justificativa racional que não o desejo de controle tirânico sobre os programadores e, mais importante, o desejo de usá-los na cruzada da Apple contra a Adobe".

fonte: Terra

7 de abr de 2010

Vodafone irá oferecer internet em celulares de baixo custo.

O grupo de telefonia móvel britânico Vodafone anunciou que lançará o mininavegador da Opera em celulares de baixo custo, para que seus milhões de usuários em mercados emergentes tenham acesso fácil à internet, o que impulsionou as ações da Opera. 
A Vodafone informou nesta quarta-feira que trabalhou com a Opera no desenvolvimento de uma versão melhorada de seu Opera Mini 5, que oferece acesso à internet para celulares de baixo e médio custo conectados a redes de telefonia móvel mais básicas, ou de segunda geração (2G).
As ações da Opera, negociadas na bolsa de Oslo, subiram em 7% depois do anúncio. As da Vodafone, que caíram na terça-feira depois que sua parceira norte-americana de joint venture, Verizon Communications, disse ver pouco benefício em uma fusão com o grupo britânico, revelavam mais de 1% de queda no pregão matinal.
As operadoras de telefonia móvel estão ansiosas por elevar a receita gerada pela Internet e pelo fenômeno das redes sociais, enquanto a receita das tradicionais chamadas de voz recua nos mercados maduros, saturados pela forte competição.
"Com esse produto, poderemos transformar até mesmo os celulares básicos em aparelhos de grande capacidade de acesso à Internet, permitindo que milhões de pessoas desfrutem dos benefícios sociais e econômicos da rede, já considerados comuns por tantos outros usuários," disse Jonathan Bill, diretor de serviços de Internet da Vodafone para mercados emergentes.
O navegador para celulares da Opera comprime os dados, economizando banda e poder de processamento. Diversos aplicativos da Vodafone, que oferecem conteúdo, notícias atualizadas e jogos, estão em desenvolvimento.
A Vodafone informou que os aplicativos seriam projetados de forma a oferecer maior benefício social aos usuários, como serviços de email, de empregos e de compra e venda. O serviço será lançado na Índia, África do Sul, Turquia, Tanzânia e Egito, no primeiro momento, mas outros mercados devem ser atendidos no futuro próximo.



fonte: Reuters

Picasa aumenta para álbuns de fotos.

O Google anunciou na segunda-feira que o limite de álbums do Picasa subiu de mil para dez mil.
A intenção da empresa, segundo o Google Photo Blog, é facilitar o compartilhamento de imagens: "Queremos que o Picasa Web Álbum seja um lugar onde você possa compartilhar e armazenar todas as suas fotos digitais, independente de quantas você tem", diz o anúncio.
O anúncio também destaca que no sistema de armazenamento de dados, lançado recentemente, os usuários podem comprar espaço adicional que vai de 20GB (por U$5 o ano) a 16TB (por U$4.096 anuais). Esse espaço extra é somado ao que o usuário já tem disponível na cota gratuita e dividido entre as contas do Gmail e do Picasa.
O blog ainda diz que a idéia de aumentar o limite de álbuns veio dos próprios usuários: A tela inicial mostrará apenas os 100 primeiros álbuns, mas os demais poderão ser carregados através de dois links na parte inferior da tela.


fonte: Geek

3 de abr de 2010

Twitter apresenta nova página inicial.

A página inicial do Twitter agora está de cara nova. O site tem a intenção de melhorar a primeira impressão que os novos usuários terão do serviço.
Agora, a nova página do site de microblog microblog mostrará os assuntos mais comentados e os perfis mais populares do serviço, com foco nos usuários novatos, que normalmente são aqueles que acessam o serviço a partir da web - os heavy users normalmente fazem o acesso a partir de aplicativos de terceiros, que se conectam à base de dados do Twitter, frisa o site techblorge.
Os trending topics, assuntos mais comentados no Twitter, continuarão a aparecer na página principal, no entanto terão menos destaque. "Com tanta coisa sendo compartilhada, nós sabemos que isso é algo de valor para todo mundo. Algumas pessoas que valorizam o Twitter entendem o poder dessa mídia. No entanto, não tem sido fácil deixar isso claro ou óbvio para os curiosos que estão chegando ao Twitter pela primeira vez", explicou Doug Bowman, diretor criativo do Twitter, em postagem no blog oficial do serviço.
Apesar da popularidade do Twitter, muita gente ainda não entende como ele funciona ou como pode ser útil, e a nova página inicial tem como objetivo diminuir essa estranheza com o serviço.


fonte: Geek

31 de mar de 2010

YouTube mostra novo visual.


Depois de oito meses de testes e dois meses de avaliação restrita a alguns usuários, o YouTube mostra sua nova cara nesta quarta-feira, com aposta em maior simplicidade na navegação pelos vídeos.
"Tivemos que fazer muitas mudanças no site. O atual tinha muito ruído, e precisávamos deixá-lo mais fácil para quem cria conteúdo", disse Shiva Rajaraman, diretor mundial de produto do YouTube, em uma conferência na tarde desta terça (30).
"Trouxemos o vídeo de volta ao foco, no centro da experiência do usuário. Lançamos muitos recursos nos últimos dois anos e eles foram forçados a competir uns com os outros", explica.
O novo desenho do YouTube aposta mesmo é na simplicidade: toda a página foi reformulada, do cabeçalho ao modo de apresentação do vídeo até o rodapé.
"Antes, na lateral, eram vários módulos, agora é uma lista de vídeos", explica Rajaraman. As informações abaixo do vídeo ¿ compartilhamento, votação, comentários ¿ foram reunidas em compartimentos que se expandem conforme o clique do internauta.
Uma mudança importante, ressalta o diretor, é o fim da avaliação de vídeos em até cinco estrelas, substituída por um botão grande de "Gostei", ao lado de um "Não gostei" (ambos representados por polegares).
A área de comentários também foi alterada, com os comentários mais bem avaliados em destaque no topo, seguidos pelos demais. "A ideia é ampliar as conversações, criando discussões relevantes", concluiu Rajaraman.


fonte: Zumo Notícias

Orkut e iGoogle agora permitem transferência de arquivos.


O Google revelou na segunda-feira, no blog do seu comunicador Google Talk, o Talkabout, que os webapps de mensagem instantânea de seus sites Orkut e iGoogle agora permitem transferir arquivos. Os chats já suportavam funções de voz, vídeo e grupo. A funcionalidade deve ser estendida em breve também ao chat do Gmail.
O compartilhamento permitirá o envio de fotos, documentos e outros arquivos, como, provavelmente, pequenos vídeos. Basta clicar em "Send a file" no menu de ações, durante um chat. A função também é compatível com o sistema de transferências de arquivos no software para download do Google Talk, o Gtalk, que já existe há algum tempo. Isso permite compartilhar arquivos com quem usar a versão para desktop.
Os recursos de bate-papo dos sites do Google são compatíveis e interligados entre si - uma pessoa pode, por exemplo, estar no Orkut e conversar com outra que esteja no Gmail, ou no software instalável Gtalk. Mas ainda assim, alguns recursos disponíveis para um site (ou para o programa) podem não estar para outro, e este é o caso, por enquanto, da transferência de arquivos.
A Google não informou quando o recurso estará disponível para o Gmail, e recomenda aos interessados acompanhar o que é divulgado no Talkabout e m googletalk.blogspot.com.

fonte: Geek

25 de mar de 2010

Geradores microscópicos produzem energia a partir de vibrações no ambiente.

Pesquisadores do “Centro de Pesquisa e Engenharia para Microsistemas Sem-fio Integrados” da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveram três micro-geradores que são capazes de produzir energia a partir de mínimas (e muitas vezes imperceptíveis) vibrações no ambiente ao seu redor. Batizados de Parametric Frequency Increased Generators (PFIGs – Geradores Amplificadores de Frequência Paramétrica) eles tiram proveito da energia cinética (gerada pelo movimento) disponível ao nosso redor nas mais variadas formas, como as vibrações de uma ponte enquanto carros passam sobre ela, ou pessoas subindo e descendo escadas ou simplesmente se movendo. São vibrações não-periódicas e de baixa frequência, difíceis de capturar até então.
Segundo o site Physorg os geradores foram criados por Khalil Najafi, diretor do departamento de Engenharia Elétrica e da Computação da Universidade, e Tzeno Galchev, um estudante de doutorado no mesmo departamento. São três modelos, dois baseados em indução eletromagnética, o mesmo princípio usado em geradores elétricos tradicionais, e um terceiro baseado no princípio piezoelétrico: certos materiais, quando comprimidos, produzem energia.
Os geradores foram capazes de produzir 500 microwatts (0.5 milliwatt). Parece pouco, mas é energia suficiente para alimentar um relógio de pulso (que consome entre 1 e 10 microwatts) ou marca-passo (entre 10 e 50 microwatts). A idéia é utilizar os geradores para alimentar eletrônicos como sensores ambientais e médicos sem fios. “Há muita energia cercando estes aparelhos, seja ela na forma de vibração, calor, luz do sol ou vento”, diz Najafi.

Gmail cria geolocalização para evitar ataque de hackers.


Numa iniciativa que visa minimizar os ataques hacker a contas do Gmail, o Google acaba de implementar um alerta baseado na geolocalização dos acessos.
Caso os acessos ao serviço de email sejam feito de localidades muito distantes em um curto período de tempo, o Gmail irá avisar com uma nada discreta mensagem no topo da caixa de entrada, quando o serviço for acessado pela web, explica o site Ars Technica.
De qualquer maneira, lembra o site The Register, o sistema que detecta os acessos é baseado no IP utilizado ao logar no sistema, o que significa que as localidades apresentadas podem ser bastante genéricas.
O aviso que aparecerá caso acessos suspeitos sejam detectados em alguma conta também mostrará um link para um relatório dos últimos logins feitos no Gmail, e caso o usuário perceba que a sua conta foi comprometida, deve trocar de senha imediatamente.
No entanto, caso o acesso tenha sido legítimo - em viagem, por exemplo, ou por acesso de outra pessoa autorizada - basta ignorar a mensagem, explica o site TG Daily.

Geek

23 de mar de 2010

Microsoft anuncia Service Packs para o Windows.


Um post no blog oficial da equipe de desenvolvimento do Windows anunciou recentemente que a Microsoft está preparando "Service Packs" (pacotes com correções de erros e patches variados) para o Windows 7 e o Windows Server 2008 R2.
O Service Pack para o Windows 7 terá apenas "pequenas correções", incluindo todas as já distribuídas via Windows Update, segundo Brandon LeBlanc, Gerente de Comunicação da divisão Windows na Microsoft e autor do post. Já a versão para o Windows Server 2008 R2 terá dois novos recursos. Um deles é o Remote FX, um desktop remoto "turbinado" que permitirá que usuários conectados assistam vídeo em tela cheia e até joguem jogos 3D "com o desempenho de um sistema local".
Já o Dynamic Memory permitirá que máquinas virtuais aloquem mais memória sempre que necessário, de forma dinâmica, sem que precisem ser reiniciadas, o que pode ajudar em tarefas como a virtualização de servidores.
Service Packs são importantes especializmente no mercado corporativo. Muitas empresas tem uma política de não adotar um novo software ou sistema operacional até o lançamento do primeiro Service Pack: assim elas evitem os bugs típicos da versão "1.0" e reduzem custos com suporte e produtividade perdida.
Entretanto, LeBlanc discorda: "O Windows 7 já está maduro o suficiente para uso corporativo, e muitos especialistas recomendam que as empresas não esperem até o primeiro Service Pack", diz.
A Microsoft não divulgou uma data para o lançamento dos Service Packs para o Windows 7 e Windows Se rver 2008 R2. Segundo a empresa, quando pronta, a atualização será distribuída automaticamente aos usuários via Windows Update.

20 de mar de 2010

"Cartão virtual" convida fãs a homenagearem Ayrton Senna.


Os fãs do piloto Ayrton Senna têm agora um espaço para prestarem homenagens ao seu ídolo. Trata-se do site Senna50 (www.senna50.com.br), que será lançado oficialmente no dia 21 de março, data em que o piloto completaria 50 anos.
A idéia é abrir um canal para que os internautas do mundo todo deixem recados expressem seus sentimentos pelo piloto.
O site funciona como um grande painel interativo das declarações de afeto dos fãs. Todas as mensagens postadas no Twitter com a hashtag #Senna50 serão identificadas pelo site e automaticamente reproduzidas por ele, formando o maior cartão de aniversário do mundo. Quem não possui um perfil na rede social pode participar através do próprio site, que já está recebendo as mensagens.
Além de compartilhar com o mundo os sentimentos pelo piloto, aqueles que enviarem mensagens ao site participam automaticamente do concurso cultural que irá presentear os autores das 10 melhores declarações com 10 Kits 50 Anos (com camiseta, pen-drive, adesivo etc.) e o grande vencedor, dentre os 10, ainda recebe uma réplica do capacete usado por Ayrton Senna em 1993.
O público também pode participar da celebração de aniversário personalizando seus avatares no Twitter com o logo da comemoração. O site está ligado ao Instituto Ayrton Senna.

You Tube lança mais uma novidade.

Os músicos independentes têm agora uma nova ferramenta para divulgação de seus trabalhos na internet. Trata-se do canal Musicians Wanted (www.youtube.com/musicianswanted) do YouTube, que entrou no ar na última terça-feira, 16 de março, de acordo com dados do próprio canal.
No vídeo, Jack Conte e Nataly Dawn, da banda Pomplamoose, explicam que os músicos independentes podem fazer upload de seu material mantendo seus direitos autorais sobre o conteúdo divulgado no site.
Em entrevista a Geek, o Diretor de Comunicação e Relações Públicas do YouTube, Ricardo Blanco disse que o novo canal faz parte da iniciativa Partner Program (www.youtube.com/partners). O programa permite que, por meio de um cadastro, usuários tornem-se parceiros do YouTube ganhando dinheiro com anúncios publicitários que aparecem no perfil de cada usuário parceiro.
O anuncio oficial do Musicians Wanted ainda não foi feito pela Google, porém o perfil do canal já teve mais de 13 mil visitas em menos de 24 horas.

16 de mar de 2010

Twitter vai permitir postagem diretamente de sites.

O Twitter se tornou um fenômeno permitindo a postagem de mensagens através de programas ou do próprio site de microblogs.
Nesta segunda-feira, numa conferência interativa em Austin, texas, nos Estad os Unidos, Evan Willians, executivo-chefe da rede de microblog, anunciou os planos para a criação do @anywhere, um serviço que irá permitir o uso do Twitter através de outros sites. Será assim: ao encontrar um texto, por exemplo, um usuário do Twitter não precisará entrar em um programa ou no site do Twitter para comentá-lo. Haverá uma janela que permitirá a postagem no próprio site que estiver sendo visitado. Os posts serão publicados diretamente em seu perfil no Twitter.
Inicialmente, o serviço estará disponível numa dezenas de sites de notícias, como , Digg e The New York Times.
Williams exibiu um vídeo sobre o serviço, que ainda não tem data para ir ao ar.
O Twitter já é um grande compartilhador de conteúdo dos sites de notícias, e, segundo Williams, a nova ferramenta irá permitir "um novo relacionamento" entre editores e audiência.

12 de mar de 2010

Entra no ar a nova interface do Google Reader.


A equipe de desenvolvimento do Google Reader anunciou uma nova interface para o leitor de notícias do Google. Com interface em tela cheia e imagens grandes, o Google Reader Play é "uma forma fácil e divertida de acompanhar as notícias", dizem os desenvolvedores.
O serviço, atualmente disponível em caráter experimental no Google Labs, parece feito sob medida para um Tablet PC. Na parte inferior da tela ícones representam o conteúdo disponível, selecionado entre o que há de mais interessante no feed de "itens recomendados" do Google Reader. Basta um clique no ícone para ler o artigo correspondente na parte superior da tela.
Os itens são mostrados um de cada vez, e imagens e vídeos são automaticamente redimensionados para tocar em tela cheia. Se o usuário já tem uma conta no Google Reader, pode marcar itens como favoritos (com uma estrela), compartilhá-los com os amigos ou ver o que já foi compartilhado por eles. O visual em preto, diferente dos tradicionais serviços do Google, dá ao Reader Play uma aparência elegante, como se fosse um componente de um media center.
Os desenvolvedores fazem questão de frisar que o Google Reader Play não é um substituto do Google Reader tradicional, mas sim uma experiência, uma das muitas ¿idéias malucas¿ do Google Labs que, se der certo, poderá ser um dia integrada ao Google Reader oficial. Até lá, é possível brincar à vontade em www.google.com/reader/play.

Bubbly, o "Twitter de voz", deve chegar ao Brasil.

O Bubbly, considerado como um Twitter de voz, é um serviço que permite ao usuário enviar mensagens de voz para seus seguidores. No primeiro mês de lançamento, já atingiu 500 mil usuários na Índia. Após o sucesso, o Bubbly planeja sua chegada ao Brasil.
De acordo com o site DigitalBeat, o Bubbly é um serviço de telefone celular que tem como objetivo levar as mídias sociais para as massas. Os usuários podem facilmente seguir amigos, familiares e celebridades apenas digitando o número do celular da pessoa ou um código de acesso. O aparelho recebe uma notificação quando existe alguma atualização. As mensagens de voz voz duram normalmente 30 segundos.
"Do ponto de vista de um fã, há um pouco mais de intimidade em ouvir a voz. Eles sabem que não é falso, um agente de relações públicas ou um cara em um call center digitando uma mensagem", disse Tom Clayton, diretor-executivo da Bubble Motion. 

9 de mar de 2010

Hackers roubaram mais de US$120 milhões em três meses.


Somente no terceiro trimestre de 2009 fraudes bancárias envolvendo transferências online de fundos chegaram a desviar US$120 milhões.
Estas foram estimativas apresentadas na conferência RSA, em São Francisco, nos Estados Unidos, por David Nelson, especialista em análise da FDIC, agência americana responsável por preservar e promover a confiança do público no sistema financeiro americano.
De acordo com o site Computerworld,as mais visadas são as pequenas empresas dos Estados Unidos, que perderam US$ 25 milhões neste período. A FDIC recebe uma variedade de relatórios confidenciais de instituições financeiras, permitindo gerar as estimativas.
Geralmente a vítima é levada a visitar um site malicioso ou baixar algum programa cavalo de tróia, que permite aos hackers acesso à suas senhas bancárias. 

6 de mar de 2010

YouTube passa a usar legendagem automática para vídeos.

O YouTube liberou a partir desta sexta-feira uma funcionalidade de legendagem automática para vídeos do site, que deve auxiliar deficientes auditivos e tradutores de legendas.
Em fase de testes até há alguns dias, a legenda automática é feita através de um software baseado na tecnologia do Google Voice Search, que reconhece o que é dito e faz a transcrição para as legendas, que aparecem automaticamente no vídeo, explica o site TG Daily.
Entretanto, o site The Register ressalta que a transcrição nem sempre sairá perfeita, dadas algumas falhas de entendimento do áudio, que acontecem principalmente quando o som não é muito claro ou possui ruídos de fundo. Assim, haverá a possibilidade de solicitar a legendagem automática e depois atualizá-la com uma legenda corrigida pelos próprios usuários, aumentando a precisão da transcrição.
A princípio, a legendagem automática estará disponível apenas em inglês, mas o Google afirma ter planos para expandir para outros 50 idiomas, conforme informações do site CNET. Além de tornar o YouTube mais acessível para os portadores de necessidades especiais, as legenda s podem auxiliar os estudantes de inglês como segundo idioma e facilitar a tradução de vídeos para línguas estrangeiras.
A funcionalidade deve ser disponibilizada a todos os usuários do YouTube nos próximos dias. Mais informações podem ser obtidas no blog oficial do serviço pelo atalho bit.ly/9dQPht.

3 de mar de 2010

Dalai Lama estreia no Twitter


Depois de Bill Gates causar rebuliço (e tráfego) com seu microblog, o Twitter conquistou ontem outra importante figura: o líder espiritual Dalai Lama.
Já existiram falsos perfis de Sua Santidade, um deles atraindo mais de 20 mil seguidores em apenas dois dias. Essa conta foi suspensa logo em seguida por ferir as regras de identidade do serviço, já que afirmava ser sua página oficial.

Dessa vez, o perfil foi verificado pelo Twitter, garantindo sua legitimidade. As postagens incluem links para fotos e matérias do site de Sua Santidade.

A conta, até o momento, já possui mais de 50 mil seguidores, número que tende a crescer muito mais com a divulgação pela mídia, lembra o site Mashable.

O Twitter é uma das melhores maneiras de espalhar mensagens para milhões de pessoas no mundo todo, mas Sua Santidade pareceu ter precisado de um empurrãozinho de Evan Willians, CEO e fundador do Twitter, para decidir participar da rede.

28 de fev de 2010

YouTube cria site para aumentar permanência de usuários


O YouTube apresentou recentemente o YouTube Disco, um hotsite que permite que os usuários criem playlists para ouvir diretamente das páginas do serviço de compartilhamento de vídeos.
Além disso, outras melhorias, como a possibilidade de enfileirar vídeos dos resultados de busca e a exibição dos vídeos de resposta diretamente na área de comentários, também foram implementados, de acordo com o site Read Write Web.

Mais do que apenas aprimorar o design do YouTube, o Google pretende manter os usuários conectados às páginas do serviço por mais tempo. Atualmente, centenas de milhões de usuários ficam em média 15 minutos no site por visita.

Todas as novidades implementadas são opcionais, e podem ser ativadas ou desativadas, de acordo com a vontade do usuário. Para conferir o YouTube Disco basta acessar o endereço youtube.com/disco
.

As informações são do site CNET

23 de fev de 2010

Mozilla Firefox o melhor navegador da atualidade.

 

Firefox


O Firefox hoje em dia na versão 3.6 permite que você navegue com mais segurança e eficiência do que qualquer outro browser.

Privacidade

Quer apagar todo o histórico de páginas visitadas nas últimas horas ou apenas os cookies? Com o Firefox você apaga informações pessoais em dois cliques ou mesmo automaticamente.

P, M, G ou GG — Você decide

O Firefox é o navegador mais personalizável que existe. Instale extensões que criam novas funções (como a integração com YouTube ou orkut), adicione temas que modificam o visual do Firefox e coloque mais pesquisas na barra de ferramentas. O Firefox é tão grande ou pequeno quanto você queira.

roteção contra sites falsos

Um recurso de segurança do Firefox é a proteção contra download de spyware. É uma adição a proteção já existente contra fraudes online, que são páginas que se fazem passar por instituições com o objetivo de roubar informações como senhas. O Firefox recebe da internet listas de sites suspeitos e bloqueia se um deles for visitado.

Restauração da sessão

Agora quando a energia elétrica for interrompida ou mesmo se o Firefox travar todas as janelas são reabertas assim que você reiniciar.

RSS

A integração RSS nos favoritos permite que você fique sabendo das atualizações e últimas notícias dos seus sites preferidos.



 

Site que conecta pessoas aleatoriamente vira mania.

Um site em que os internautas podem se conectar aleatoriamente com outras pessoas através de suas webcams ganha milhares de adeptos ao redor do mundo. Em horários de pico, ele chega a reunir mais de 35 mil usuários.
Nesse novo serviço chamado Chatroulette, criado em novembro do ano passado, o usuário clica no botão "Play" e imediatamente se depara com um completo estranho na tela de seu computador. Se o internauta não gostar do interlocutor, basta clicar em "Next" para trocar aleatoriamente de parceiro virtual.
O objetivo do site já está implícito em seu nome. Chatroulette seria algo como uma roleta de conversas virtuais. Diante de estranhos, os internautas estão criando os mais variados usos para o site.
Relatos dão conta de que um rapaz da Suécia estaria desenhando rapidamente as pessoas com quem se depara no portal. Um outro usuário estaria compondo músicas a partir de temas sugeridos pelos estranhos que encontra no Chatroulette. Um americano teria o hábito de tentar prever o futuro das pessoas lendo suas mãos.
Como era de se esperar, há também os que preferem usos pornográficos ou agressivos para o serviço.
Como não há controle sobre quem usa o site (não é necessário qualquer tipo de cadastro), nem sobre o que as pessoas fazem durante os chats, o Chatroulette é visto por muitos como um campo perfeito para pedófilos e criminosos virtuais.
Adeptos
O criador do serviço, o russo Andrey Ternovskiy, de apenas 17 anos, defende a utilidade de sua invenção.
"Eu acho bacana que um conceito tão simples possa ser útil para tanta gente, apesar de algumas pessoas estarem usando o site de maneiras não muito legais. (...) Para mim, é simplesmente fantástico", disse em entrevista ao jornal New York Times.
Quando foi lançado, em novembro do ano passado, o serviço tinha apenas dez usuários, todos amigos de Ternovskiy.
"Eu sempre gostei de conversar com amigos no Skype usando um microfone e uma câmera. Mas a gente se cansou de conversar uns com os outros. Então, eu decidi criar um pequeno serviço em que nós pudéssemos nos conectar aleatoriamente com outras pessoas", explicou.
Desde então, a ideia ganhou uma multidão de adeptos. Em dezembro, a média de usuários conectados simultaneamente era de 300. No começo de fevereiro já eram 10 mil. Hoje, depois que a imprensa americana e européia noticiou o tema, os números saltaram para mais de 35 mil em horários de pico.
Segundo Ternovskyi, que começou a lidar com programação de sistemas por influência do pai aos 11 anos, conforme o número de internautas do Chatroulette aumentava, ele era forçado a reescrever o código do programa para que sustentasse o novo movimento. Agora, o serviço é mantido em sete servidores na Alemanha.
Experiência "fantástica"Conversando com um repórter da BBC Brasil pelo Chatroulette, um chinês de 22 anos se identificou como Dan e contou que descobriu o site há duas semanas. Desde então, o frequenta diariamente para fazer amizades.
Ele admite, porém, que o máximo que conseguiu até agora foram amigos "momentâneos", já que não pegou o contato de ninguém para poder retomar a conversa depois que o botão "Next" foi apertado.
Tom, um engenheiro americano, havia acabado de conhecer o Chatroulette quando conversou com a BBC Brasil. "Por enquanto não estou gostando muito não. Você é a primeira pessoa com quem converso de verdade. Talvez por ser um homem mais velho, tenho 34 anos, a maioria dos usuários aperta o "Next" em menos de dois segundos quando se depara comigo", relatou.
O repórter Sam Anderson da New York Magazine estimou que "a idade média do Chatroulette parece girar em torno dos 20 anos e os homens superam as mulheres provavelmente numa proporção de 20 contra um".
A americana Jane, uma estudante de 16 anos, foi a única mulher com quem a BBC Brasil conseguiu conversar pelo Chatoroulette. Ela disse que entrou pela primeira vez no serviço por indicação de uma amiga e acabou fascinada pela experiência.
"É fantástico conversar com gente desconhecida de todo canto do mundo", disse. Segundo a adolescente, seus pais não sabem que ela utiliza esse tipo de serviço. "Se soubessem que um em cada dez caras que aparecem na minha frente está pelado se masturbando, não gostariam nada", admite.
Pornografia e violência
A página do Chatroulette informa que o serviço "não tolera a transmissão de material obsceno, ofensivo e pornográfico". Além disso, oferece aos usuários a opção de reportar conteúdo inapropriado.
Na prática, porém, não parece haver controle algum. Não é preciso fazer qualquer cadastro para acessar o serviço.
Apesar de dizer que é proibido para menores de 16 anos, qualquer um pode clicar em "Play" e usar o site. Nesse cenário, o Chatroulette também começa a ser a apontado como o ambiente perfeito para pedófilos e propagadores de mensagens violentas.
O Ceop (Centro de Exploração de Crianças & Proteção Online, na sigla em inglês), uma organização britânica de combate a crimes na internet, informou que vem recebendo nas últimas semanas algumas notificações a respeito do Chatroulette, mas ainda não estudou o site para saber se alguma providência será tomada.
Hannah Bickers, porta-voz do Ceop, diz que o centro tem duas recomendações essenciais para o uso da internet: nunca divulgue dados pessoais nem converse com estranhos. Mas essa segunda regra não pode ser aplicada ao Chatroulette, já que falar com estranhos é a essência do serviço.
Bickers acrescenta que os pais devem acompanhar o que seus filhos fazem na internet. "Peça a eles que te ensinem a usar os aplicativos que você nunca usou, como as redes sociais ou os sites de conversas virtuais", recomenda. Colocar o computador em um lugar visível também é uma dica aos pais.

fonte: BBC Brasil

20 de fev de 2010

Como ganhar prêmios por meio do Twitter.

Diversas empresas sorteiam produtos no microblog em troca de um pouco de publicidade grátis na web.

Novos concursos aparecem a cada dia no Twitter, oferecendo uma grande variedade de prêmios. As últimas edições têm oferecido de tudo, de netbooks e vales-gasolina a até 25 mil dólares para a compra de um carro novo.

Os prêmios do Twitter são parecidos com a loteria, mas há uma diferença: as chances de ganhar são muito maiores. E você pode participar de tantos concursos quanto quiser, sem pagar um centavo.

Com estratégia e um pouco de paciência, você vai descobrir como podem ser viciantes os concursos no Twitter – especialmente quando você começar a receber os prêmios.

É verdade que estudos recentes mostram que o Twitter tem crescido a taxas menores, mas os concursos no microblog não deverão desaparecer tão cedo. A maioria dos concursos é promovida por empresas que querem convencê-lo a citar os produtos dela nos tweets.

Se você tem algum tempo e não se importa de fazer um spam leve (nós lhe mostraremos como fazer isso sem que seus amigos deixem de segui-lo), você pode tirar proveito deste crescente fenômeno de marketing.

Passo 1: domine suas habilidades no Twitter

A maioria das pessoas não se deixou envolver pelo Twitter: 60% dos usuários do microblog desistem do serviço um mês depois de criar sua conta, geralmente por falta de razões concretas para tuitar. Se você é um deles, pense nos concursos como um incentivo para voltar a tuitar.
Se você é novo no Twitter, ou se está um pouco enferrujado, escove suas habilidades no Twitter antes de mergulhar no mundo dos concursos.

Passo 2: crie um perfil específico no Twitter para participar de concurso (opcional, mas não encorajado)

Diversos amigos participaram recentemente de uma corrente de concursos no Twitter, e seus retweets relacionados aos concursos e o uso excessivo de hashtags viraram uma chateação. Você provavelmente terá que tuitar para ganhar, mas isso não quer dizer que terá de perder todos os seus seguidores no processo.

Se você criar um novo Twitter para participar dos concursos, vai evitar aborrecer seus seguidores na conta principal, e manterá suas inscrições no concurso de forma separada e organizada.

Passo 3: Encontrar os concursos

Comece a procurar por concursos no Twitter seguindo todas as suas empresas e produtos favoritos no Twitter. Clique o link “Find People” em sua página principal no Twitter e procure por nomes de companhias, ou faça algumas buscas no Google. Busque também por links do tipo “Follow us on Twitter” (siga-nos no Twitter) nos sites das empresas. Uma vez que você tenha adicionado todas as suas empresas favoritas no Twitter, você será o primeiro a saber quando o concurso for lançado.

Se sua empresa favorita não estiver promovendo nenhum concurso (e caso não se importe de endossar um produto ou empresa que não conhece), use o Twitter Search para encontrar tweets com as palavras “contest” e “giveaway” (em português, tente “promoção” e “sorteio” – “concurso” trará junto os tweets sobre concursos públicos).
Tenha em mente que nem todos os concursos do Twitter são legais e legítimos, portanto participe apenas de concursos de companhias que você conheça ou possa checar sua autenticidade. Para informações sobre mais concursos no Twitter, visite o tópico Twitter Contests no fórum Sweepstakes, ou procure no Google.

Passo 4: o processo de inscrição

Todos os concursos operam de forma diferente, mas a maioria tem traços similares. Pessoas e empresas encarregadas de sorteios exigem tipicamente que os usuários os sigam como parte do processo de inscrição. E para que esses usuários possam concorrer a prêmios específicos, eles geralmente exigem que os seguidores retuítem uma mensagem específica ou incluam uma hashtag particular em seu tweet de inscrição.

Em outros concursos, você poderá ter de ser o primeiro a responder a uma pergunta de conhecimentos gerais, ou poderá ser solicitado a escrever, digamos, um verso criativo de até 140 caracteres, integrando hashtags específicas.

Muitos concursos permitem que você participe apenas uma vez, e outros o encorajam a se inscrever tantas vezes quanto puder. Certifique-se de ter lido as regras de cada promoção, o que quase sempre está disponível no site da empresa patrocinadora.

Passo 5: use o HootSuite para se inscrever em concursos de forma mais eficiente

Se um concurso permite múltiplas inscrições, crie uma conta HootSuite e programe todas as suas entradas para a próxima semana ou mês. Dessa forma, você poderá programar todas as entradas do mês de uma só vez.O HootSuite também é útil para encontrar novos concursos. Configure uma palavra-chave permanente para busca com os termos “contest”, “giveaway” e “sweepstakes” (em inglês), ou “promoção” e “sorteio” (em português). Os resultados de busca serão enviados continuamente.

Você pode até retuitar as mensagens diretamente da HootSuite – passe o mouse sobre um tweet e o logo do retweet aparecerá.

Final: Você ganhou! E agora?

Assim que sabem os nomes dos ganhadores, os organizadores do concurso geralmente entram em contato com o vencedor via Twitter, via “reply” ou uma mensagem direta.

Se você ganhar, é sua responsabilidade responder com as informações de envio, para que o prêmio seja entregue no endereço correto. Lembre que nem todos os concursos realizados no exterior permitem a entrega do prêmio em outro país.

Caso seja possível receber o prêmio no Brasil, certifique-se de quem será o responsável pelas eventuais taxas de envio e impostos de importação.

Os concursos funcionam de um jeito diferente, mas os prêmios tendem a ser entregues rapidamente – de um dia a três semanas depois que o vencedor é anunciado.

Sites fazem diagnóstico do estado da máquina e da rede.

 Além de limpar a máquina e organizar seus arquivos, é importante usar serviços de diagnóstico para saber o que mais pode ser feito em prol do melhor desempenho da máquina.
Para saber sobre a sua conexão de rede, uma opção é o site www.speedtest.net. Ele avalia a velocidade da banda larga sem cobrar nada e a compara seus números com outros ao redor do mundo. O www.pingtest.net, da mesma empresa, avalia a qualidade da rede para serviços como vídeos em streaming e jogos on-line.
Para Barry Mahfood, do Barry's Best Computer Tips (www.barrysbestblog.com), o PC Pitstop (www.pcpitstop.com) é um site confiável de diagnósticos. Em relação à segurança, uma dica é o Symantec Security Check (bit.ly/diagnosticoseguranca), que promete verificar se seu computador tem vírus e se está seguro contra as ameaças.
É importante lembrar que alguns sites de diagnóstico trazem vários anúncios e que nem sempre é recomendado clicar em propagandas com promessas boas demais para ser verdade. "Quando falamos de sites gratuitos de diagnóstico, é importante ter em mente que eles estão tentando vender o produto deles", alerta Mahfood.
Hardware
Para saber se seu computador tem os requisitos para receber o Windows 7, use o Windows 7 Upgrade Advisor (bit.ly/upgradeparawin7).
O Auslogics System Information (bit.ly/auslogicssystem) é outra opção para saber mais do seu hardware1.
Em Mac
Nos computadores da Apple, algumas ferramentas do sistema ajudam no diagnóstico da situação do sistema. Se você inserir o disco de instalação do sistema operacional e pressionar a tecla D, o programa abre uma janela que faz o diagnóstico do seu hardware. "Ele checa se fatores como processador e memória estão ok", diz Fábio Ribeiro, engenheiro de sistemas da Apple Brasil.
Para saber sobre a rede, é possível acessar direto do navegador Safari o Diagnóstico da Rede. No programa de e-mails, a função Verificador de Conexão checa problemas na conexão das contas de e-mail configuradas.

19 de fev de 2010

Novo vírus infecta 75 mil computadores em 196 países.


Um novo tipo de vírus de computador contaminou quase 75 mil máquinas em 2,5 mil organizações em 196 países, incluindo contas de usuários em populares sites de redes sociais. O ataque começou no final de 2008, mas só foi notado em janeiro, de acordo com a empresa de segurança na internet NetWitness. 
O vírus, conhecido como "Kneber botnet", reúne os dados de login para sistemas financeiros online, redes sociais e emails de computadores infectados e transmite essa informação a seus criadores. Uma botnet é uma rede formada por computadores infectados que os hackers podem controlar a partir de uma máquina central.
A empresa afirmou que o ataque foi identificado pela primeira vez em janeiro durante um desenvolvimento de rotina no software da NetWitness. Um estudo mais aprofundado pela Herndon, empresa de segurança de software dos Estados Unidos, revelou que muitos sistemas comerciais e governamentais foram comprometidos, incluindo 68 mil dados de login e acesso a email, bancos online, Yahoo, Hotmail e redes sociais como o Facebook.
Os ataques aparentemente não estão ligados à invasão do Google e de mais 30 empresas das áreas de finanças, energia, defesa, tecnologia e comunicação, em janeiro, supostamente por hackers chineses. Mas são sintomáticos da sofisticação de ciberataques movidos por grupos criminosos assim como da incapacidade das empresas privadas em evitá-los.
"A abordagem tradicional dos sistemas de invasão e detecção é por definição inadequada para esse tipo de ameaça sofisticada", disse o presidente-executivo da NetWitness, Amit Yoran, ao jornal The Washington Post. "As coisas que nós - a indústria - fizemos nos últimos 20 anos não funcionam contra ataques deste tipo. Esta é a história".

Redação Terra

14 de fev de 2010

Google faz mistério sobre versão separada de site social Buzz.

O Google afirmou que pode criar uma versão separada de seu produto de rede social Buzz, mas não vai isolar a ferramenta do serviço Gmail, uma vinculação que tem criado uma questão polêmica sobre privacidade. 
O Google, maior site de buscas do mundo, lançou o Buzz no início desta semana em uma tentativa de reforçar sua posição no crescente mercado de redes sociais dominado por companhias como Facebook e Twitter.
O Buzz permite que os usuários publiquem mensagens e compartilhem fotos e vídeos com amigos e colegas online, como acontece no Facebook ou Twitter. Mas diferente desses serviços, o Buzz foi criado dentro do Gmail e o produto automaticamente cria a rede social do usuário com base nos contatos de email mais frequentes do usuário.
"Estamos considerando, entre outros recursos que vamos adicionar ao Buzz no futuro, a criação de uma versão separada", afirmou a porta-voz do Google, Victoria Katsarou, à Reuters.
Nos dias de lançamento do produto, uma série de blogs e publicações afirmou que a vinculação do Buzz ao Gmail cria um problema de privacidade uma vez que a rede de contatos do Buzz se torna publicamente visível por padrão e pode expor os contatos privados dos usuários.
Na quinta-feira, o Google anunciou mudanças para atender algumas dessas preocupações, incluindo tornar mais fácil para os usuários do Buzz manter sua lista de contatos privada.
O blog Search Engine Land citou o vice-presidente de administração de produto do Google, Bradley Horowitz, afirmando que a companhia estava considerando remover o Buzz do Gmail, mas Katsarou negou a informação e o blog da empresa mais tarde publicou que o Buzz seguirá dentro do Gmail.
O Google também informou em seu blog na quinta-feira que mais de 9 milhões de mensagens e comentários foram criados no Buzz desde o lançamento do produto e que dezenas de milhões de pessoas já conferiram o produto.
O Gmail é o terceiro serviço de email mais popular do mundo, com 176,5 milhões de visitantes únicos em dezembro, segundo a empresa de pesquisa comScore. Na frente estão Windows Web e Yahoo.

10 de fev de 2010

Google Buzz: novo serviço que integra redes sociais ao Gmail.


O Google anunciou hoje o lançamento do Buzz, um novo serviço que integra redes sociais em uma área especial dentro do Gmail. O Buzz também vai funcionar em celulares, como iPhone e Android.
O Buzz vai aparecer como uma nova pasta dentro do Gmail, logo abaixo da caixa de entrada. "O Buzz é um novo mundo dentro do Gmail", disse Todd Jackson, gerente de produto do Google.
O produto foi criado com cinco pilares:
1) seguidores automáticos (com conteúdo das pessoas que você mais tem contato via e-mail)
2) experiência rápida de compartilhamento (conteúdo de fotos, vídeos, links, páginas do Flickr e do Picasa e até mesmo Twitter)
3) divisão entre conteúdo público e privado criado pelo usuário
4) integração com a caixa de entrada (notificações de comentários e novos posts)
5) "só coisa boa", nas palavras de Jackson, já que o Google mostra e sugere conteúdo que pode te interessar.
O Google também disse que o Buzz funcionará em celulares, direto pelos endereços google.com e buzz.google.com e em aplicativos para Android e iPhone, além de uma atualização do Google Maps para celulares que vai integrar o recurso Latitude, de localização, ao Buzz (esse Google Maps estará disponível hoje para celulares com sistemas Symbian e Android).
Entre outros recursos, o Buzz no celular (pelo menos para Android) aceitará novos posts via voz ¿ basta falar e o Google Buzz publica sua informação na rede de contatos.
Segundo o Google, o Buzz será liberado aos poucos a partir de hoje e durante os próximos dias para usuários em todo o mundo.

 

8 de fev de 2010

Google dará adeus ao IE6 ainda este ano.

Pelo visto, o Google não está mais disposto a aturar o IE6 ou qualquer outro navegador datado e pretende usar sua influência para convencer os usuários a atualizarem seus computadores.
Depois de anunciar que o Google Docs e Google Sites deixarão de suportar o decano navegador a partir do próximo dia 1º de março, um representante da gigante da web afirmou ao site ComputerWorld que a empresa “planeja abandonar o suporte a velhos browsers em todas suas apps, incluindo o Gmail, até o final do ano”.
Isso significa que além do velho programa da Microsoft, o Firefox 2.0, Safari 2.0 e o Chrome 3.0, feito pelo próprio Google, não serão mais aceitos em seus serviços. O Gmail e o Google Calendar deverão ser os próximos aceitarem apenas navegadores novos. Atualmente apenas dois serviços do Google, o Youtube e o Orkut, já deixaram de ser compatíveis com o IE6.
De acordo com dados da empresa de pesquisa ComScore, atualmente o Gmail tem 164 milhões de usuários e é o terceiro maior serviço de webmail usado no mundo, atrás apenas do Hotmail e Yahoo, que têm respectivamente 343 e 285 milhões de usuários.
Atualmente o IE6 é o segundo browser mais usado no mundo, com 20% de audiência e atrás apenas do IE8, que conta com 22,37% de usuários. A participação dos outros browsers que deixarão de ser suportados é bem menor: 3,85 para o Chrome 3.0 e apenas 0,78% para o Firefox 2.0. Já o uso do Safari 2.0 é tão baixo que ele não chega a constar nos dados da NetApplications.

4 de fev de 2010

Twitter implementa Hovercards.



Começou a ser implementado nessa quarta-feira (3) um novo recurso de interface no Twitter, os Hovercards (cartões flutuantes, em tradução livre). O recurso, apesar do nome que parece vindo de algum filme de ficção científica, não é nada de tão diferente assim: trata-se de um painel flutuante, daqueles que são cada vez mais comuns nessa nossa web 2.0 de cada dia. Apesar de simples, o recurso promete ser uma forma prática de interagir com as pessoas por trás de cada tweet.

Os Hovercards surgirão quando se para o ponteiro do mouse sobre um nome de usuário ou avatar na sua timeline. O painel que surge mostrará informações sobre a pessoa em questão e permitirá que se interaja com ela sem precisar sair do contexto da sua página. Algumas das possibilidades serão, por exemplo, seguir pessoas mencionadas em tweets ou mandar DMs pra alguém (mensagens diretas, pra quem não está a par do jargão tuiteiro), tudo isso sem precisar sair do conforto de sua timeline.
Mas o Twitter adverte: os Hovercards vão ser implementados gradualmente, então nem todos poderão vê-los imediatamente.

31 de jan de 2010

Google também encolhe endereços na web


O Google lançou nesta segunda-feira o Google URL Shortener, serviço para encurtar endereços da web para compartilhamento em outros sites, como o Twitter. Por enquanto, o Goo.gl funciona integrado à barra de ferramentas do Google em inglês ou ao Feedburner, recurso de gerenciamento de feeds RSS.
Outros serviços como o brasileiro Migre.me ou os populares TinyURL e Bit.ly fazem a mesma coisa: reduzir o tamanho de URLs. O Google justifica seu produto com maior possibilidade de estabilidade dos links, maior segurança (com checagem automática para endereços com malware) e maior velocidade.
A Google Toolbar é a barra de ferramentas, com busca rápida e atalhos para serviços do Google, como e-mail e Orkut, e pode ser baixada em toolbar.google.com. No caso do Feedburner, donos de sites e blogs podem ativar o recurso Socialize, que envia via Twitter um link para a última informação publicada no site, com título e outras opções.


fonte:Zumo Notícias

27 de jan de 2010

iPad: tablet da Apple é híbrido de iPhone com notebook



Steve Jobs, executivo-chefe da Apple, disse hoje, ao abrir o evento de imprensa da companhia: "Queremos começar 2010 ao lançar um produto mágico e revolucionário". Depois de inúmeros rumores, iPad se confirma como o tablet da Apple. O aparelho pesa cerca de 700 g, tem 1 cm de largura e tela de cristal líquido de 9,7".
Para Jobs, o iPad se encaixa em uma nova categoria de produto, entre o smartphone e o notebook, sem ser, necessariamente, um netbook. "Todos usamos laptops e smartphones, e levantamos a questão: existe espaço para algo intermediário? Nos questionamos por anos, para criar tal categoria, tínhamos que ser melhor ao fazer certas tarefas, melhor que o laptop e melhor que o smartphone", afirmou Jobs.
O iPad permite navegar na internet (ainda sem suporte ao padrão Adobe Flash, como no iPhone), ver vídeos e ouvir músicas, com downloads direto da iTunes Store. A tela de 9,7 polegadas é sensível a múltiplos toques e permite digitar em um teclado virtual. Com 1,27 cm de espessura e 680 gramas de peso , o iPad usa um processador Apple A4 de 1 GHz, tem conectividade Wi-Fi (padrão 802.11n), armazenamento de 16 GB a 64 GB (em memória Flash), Bluetooth 2.0, alt0-falantes, microfone e, diz Jobs, bateria que dura até 10 horas.
O tablet da Apple usa o mesmo sistema operacional do iPhone. Desse modo, é possível rodar aplicativos do smartphone em tela cheia no iPad. A Apple oferece, a partir de hoje, um novo kit de desenvolvimento de software para o iPhone para criação de aplicativos do iPad.
Além disso, o iPad vem com aplicativo iBooks, para leitura de livros eletrônicos. ¿A Amazon fez um grande trabalho ao ser pioneira nisso¿, disse Jobs. O iBooks permite comprar livros eletrônicos de cinco editoras norte-americanas inicialmente. O iPad roda também uma versão adaptada do pacote de produtividade iWork, da Apple.


fonte:Zumo Notícias

24 de jan de 2010

Shorty Awards: vote nos candidatos ao "Oscar do Twitter"

O Shorty Awards realiza, pela segunda vez, o prêmio que escolhe os melhores do Twitter por votação via... Twitter. A idéia é definir quais são as melhores mensagens transmitidas em 140 caracteres ou menos. 
O site para indicar os concorrentes já está no ar em shortyawards.com e as regras, bem, não poderiam ser mais simples. Não existe um pré-requisito para indicar algum usuário ativo do microblog: basta seguir o padrão fornecido pelo prêmio (em inglês), com a mensagem "I nominate @TwitterUser for a Shorty Award in #category because" (insira o motivo da indicação aqui, em inglês também)". Se achar difícil, o próprio site do prêmio tem uma caixa de votação.
São 27 categorias oficiais, que vão de "publicidade" a "design", passando por "notícias" e até "esquisitos". As categorias extra-oficiais, inventadas pelos eleitores, são inúmeras - tem até um "prontofalei" ali. As indicações podem ser feitas até o próximo dia 29 de janeiro. Na categoria "Música", as brasileiras Ivete Sangalo e Cláudia Leite estão na liderança - vale lembrar que os brasileiros ocupam o segundo lugar em usuários do Twitter, só perdendo para os americanos.
A Real-Time Academy of Short Form Arts & Sciences (numa tradução livre, Academia das Ciências e Artes em Curto Formato em Tempo Real) vai selecionar os tweets dos finalistas e preencher uma pesquisa online anônima com suas escolhas para os vencedores.
Quem é membro da Academia não pode votar em categorias nas quais é finalista ou tem algum conflito de interesse. O voto popular, somado à escolha da Academia, vai definir os vencedores.
A cerimônia de premiação do Shorty Awards será feita em Nova York, sem data definida ainda.