25 de mar de 2010

Geradores microscópicos produzem energia a partir de vibrações no ambiente.

Pesquisadores do “Centro de Pesquisa e Engenharia para Microsistemas Sem-fio Integrados” da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveram três micro-geradores que são capazes de produzir energia a partir de mínimas (e muitas vezes imperceptíveis) vibrações no ambiente ao seu redor. Batizados de Parametric Frequency Increased Generators (PFIGs – Geradores Amplificadores de Frequência Paramétrica) eles tiram proveito da energia cinética (gerada pelo movimento) disponível ao nosso redor nas mais variadas formas, como as vibrações de uma ponte enquanto carros passam sobre ela, ou pessoas subindo e descendo escadas ou simplesmente se movendo. São vibrações não-periódicas e de baixa frequência, difíceis de capturar até então.
Segundo o site Physorg os geradores foram criados por Khalil Najafi, diretor do departamento de Engenharia Elétrica e da Computação da Universidade, e Tzeno Galchev, um estudante de doutorado no mesmo departamento. São três modelos, dois baseados em indução eletromagnética, o mesmo princípio usado em geradores elétricos tradicionais, e um terceiro baseado no princípio piezoelétrico: certos materiais, quando comprimidos, produzem energia.
Os geradores foram capazes de produzir 500 microwatts (0.5 milliwatt). Parece pouco, mas é energia suficiente para alimentar um relógio de pulso (que consome entre 1 e 10 microwatts) ou marca-passo (entre 10 e 50 microwatts). A idéia é utilizar os geradores para alimentar eletrônicos como sensores ambientais e médicos sem fios. “Há muita energia cercando estes aparelhos, seja ela na forma de vibração, calor, luz do sol ou vento”, diz Najafi.

0 comentários:

Postar um comentário