24 de jun de 2010

You Tube lança "botão vuvuzela"


Para celebrar a Copa do Mundo, o mais popular site de vídeos do planeta, o You Tube, lançou um "botão vuvuzela" nos vídeos de futebol. O botão - que traz o desenho de uma pequena bola de futebol,  tem o efeito esperado: produz um som ensurdecedor - que parece interminável. O botão foi posicionado no lado direito inferior da tela e dispara uma vuvuzela assim que pressionado - e só para se for "apertado" outra vez. Veja aqui um exemplo de vídeo com o botão vuvuzela.

fonte: Portal G1

23 de jun de 2010

Level Up Live é mais novo evento brasileiro de videogames.

A publicadora Level Up anunciou que fará uma versão brasileira do evento de jogos eletrônicos Level Up Live (LUL), criado há cinco anos pela matriz asiática da empresa.
Conforme nota oficial, a inédita edição brasileira do LUL terá "formato moderno e inovador, onde fãs e gamers em geral, jornalistas, parceiros e colaboradores estarão no mesmo ambiente".
"O Level Up Live é um marco. Nas Filipinas, é o grande evento do ano e o mercado espera ansiosamente por sua realização", diz Julio Vieitez, diretor geral da Level Up no Brasil. "Acreditamos que o dinamismo do formato e a quantidade de atrações que estamos preparando vão agradar a todos os públicos que estarão reunidos nesse evento", completa.
Estarão presentes vários diretores da própria Level Up, além de executivos da produtora Nexon, uma das principais desenvolvedoras de jogos online do planeta. Em um dos destaques da noite, os convidados farão uma mesa-redonda para discutir o universo dos jogos eletrônicos online, que, conforme a consultoria PWC, movimentou US$ 9,4 bilhões em 2009 em todo o mundo, enquanto o mercado geral de jogos eletrônicos (incluindo os offline) faturou US$ 55 bilhões no ano de 2009, segundo PWC. Para efeito de comparação, esse número é superior ao que a Fifa pretende faturar em 2010 com a Copa do Mundo (US$ 4 bilhões, segundo Crowe Horwath RCS), maior evento esportivo do mundo.
Outro ponto alto será uma apresentação do desenvolvedor-chefe da Nexon, responsável pelo título Combat Arms, Yong Shin Kwak, que vai contar vários detalhes desse que é o mais recente jogo da Level Up no país -- e que teve mais de 80 mil pessoas inscritas para participação na chamada fase fechada de testes ("closed beta").
De acordo com a nota oficial da Level Up, "dois segredos que irão agitar o mercado de jogos também serão divulgados em primeira mão". Um deles é o próximo lançamento da publicadora.
Atrações extrajogo fazem parte do evento. O som ambiente ficará a cargo de Rafael Bittencourt, guitarrista e fundador do grupo de heavy metal Angra, e sua Sphaera Rock Orchestra, enquanto o comediante Rafinha Bastos (do programa televisivo CQC) tem agendada uma apresentação humorística.
O evento será comandado pelos mestres de cerimônia Beto Marden e Fernanda Franceschetto.
É possível acompanhar pela internet tudo o que está rolando no evento, ao vivo, por meio do site da Level Up.
Para garantir sua participação, os interessados devem comprar seus ingressos em uma das cinco lan houses indicadas no site oficial do evento. O ingresso custa R$ 22, mas R$ 19,90 desse valor podem ser convertidos em créditos para serem usados em qualquer jogo da publicadora.
Participantes
Ben Colayco, diretor de operações da Level Up Internacional
Julio Vieitez, diretor geral da Level Up Brasil
Su Min No, gerente de negócios e licenças internacionais da Nexon
Yong Shin Kwak, desenvolvedor-chefe da Nexon
Leonardo De Biase, coordenador de marketing da Level Up Brasil
Mais informações
www.levelupgames.com.br
www.leveluplive.com.br
Serviço
Level Up Live (LUL)
Dia 29 de junho de 2010, das 19 horas às 23h15
Teatro Shopping Frei Caneca
Rua Frei Caneca, 569, 7º andar

22 de jun de 2010

Nintendo 3DS poderá ser vendido por US$ 200


O console Nintendo 3DS, da Nintendo,  não teve seu preço revelado durante o seu anúncio na Electronic Entertainment Expo (E3) na terça-feira (15), mas de acordo com o presidente da companhia, Satoru Iwata, seu custo de produção será superior ao do portátil DS atual e não será vendido abaixo desse custo.
Com base na afirmação feita por Iwata em entrevista ao “VentureBeat”, o site especializado em games “Joystiq” estima que o novo 3DS deve chegar ao mercado por cerca de US$ 200. A estimativa leva em conta o preço do DS original – US$ 150 – e do DS Lite – US$ 130 – ambos na época de seus respectivos lançamentos.

21 de jun de 2010

Messenger para iPhone tem ligação com redes sociais e álbum de fotos.

Um aplicativo oficial e grátis do Windows Live Messenger para iPhone já está disponível na loja virtual da Apple.
A ferramenta possibilita, além da conversa instantânea com os contados do Windows Live e do Y! Messenger, ver as atualizações de seus contatos em sites como Facebook, MySpace, YouTube e Flickr, assim como criar álbuns de fotos diretamente de seu telefone.
O aplicativo também dá acesso à conta do Hotmail e permite notificações de mensagens no aparelho mesmo quando está fechado.

19 de jun de 2010

Fotos do Flickr podem ser vendidas na Getty Images.

A partir dessa semana, os 40 milhões de usuários do Flickr poderão optar por vender suas fotos através da agência Getty Images, uma aliança que pode transformar amadores em fotógrafos profissionais. Como funciona: se um usuário decide fazer parte do negócio, ele verá que em suas fotos aparecerá um link avisando que a foto está à venda. Se alguém quiser comprar a imagem, deverá acessar o link para entrar em contato com um representante da Getty.
A empresa não revelou quanto irá cobrar por cada foto, mas levando em consideração os preços de mercado, pode-se deduzir que uma imagem de 170 por 113 pixels pode ser vendida por US$ 7 - cerca de R$ 12 - e uma 5616 por 3744 pixels geraria uma renda de até US$ 590 - aproximadamente R$ mil.
Quem decidir participar precisa clicar na pergunta "Você gostaria de licenciar suas fotos via Getty Images?" que aparece junto às imagens desde quinta-feira. Após fazer isso você deve escolher uma das três opções: não participar, participar ou permitir que a Getty entre em contato se existir alguma imagem de interesse, mas não exibir publicamente que as suas fotografias estão à venda.
O Flickr já tinha uma parceria com a Getty Images para vender fotos, mas era um sistema fechado. Agora, qualquer usuário do site pode participar.
"Os usuários do Flickr são os olhos do mundo" disse Douglas Alexander, gerente geral do Flickr à BBC. Temos pessoas que contribuem em mais de 100 países e as imagens chegam de todos os cantos do planeta. Este acordo amplia os horizontes e o mercado global de fotografia comercial, além de proporcionar aos nossos usuários a possibilidade de ganhar dinheiro" disse Alexander.
Algumas pessoas que participam da parceria demonstram sentimentos mistos sobre seus benefícios.
"Eu trabalho por conta própria e tenho uma série de pedidos. Eu diria que um terço da minha renda vem desta parceira, o que é bom se você considerar que eu tenho cerca de 200 fotografias na Getty e 2,5 mil imagens em outros sites", disse Hal Bergman.
Entretanto, os usuários não estão muito contentes. Nos fóruns de discussão do Flickr, Aaron Reed afirmou que o acordo nem sempre é positivo.
No início eu estava feliz. Coloquei as fotos e as vendi. Desde então, tenho 60 imagens no total para a venda no site. Então percebi algo novo no local (Getty) ... downloads digitais. Lá estavam as minhas fotos em baixa resolução sendo oferecidas por US$ 5 ou US$ 35. Quer saber o que o meu lucro? Entre US$ 1 e US$ 7. Estou feliz que vendam imagens de baixa resolução por US$ 35 e me dêem U$$ 7? Absolutamente não", escreveu Reed.
O anúncio também não causou agrado na comunidade de software livre, há muito tempo defensora da chamada licença de "Criatividade Comum" que permite a partilha gratuita de fotos Flickr.
Se uma imagem tem este certificado significa que qualquer pessoa pode usar a foto desde que cite o autor da imagem e a reproduza dentro dos mesmos termos e condições.

18 de jun de 2010

Wikipedia aposta em mobilidade.

Para Jimmy Wales, aparelhos como o iPad podem aumentar colaborações. 
Fundador da enciclopédia virtual falou em evento em São Paulo (SP).

Com a crença de que há mais demanda do que oferta por informação de qualidade na internet, o fundador da enciclopédia virtual Wikipedia falou nesta quinta-feira (17), em São Paulo, sobre o poder do conteúdo gerado pelo usuário e mostrou o esforço da companhia para a criação de sites especializados.
“As pessoas buscam mais conteúdo de qualidade do que está disponível. Temos um longo caminho pela frente”, disse Wales durante o evento Info@Trends.
Para o americano, a popularização de equipamentos móveis como smartphones e tablets permite maior acesso aos sites infomativos e maior colaboração dos usuários. Wales disse “estar de olho” no crescimento do mercado de produtos como o iPad e similares. “Com um aparelho desses, os usuários passam a publicar mais conteúdo de forma rápida, de qualquer lugar. Mas a forma como disponibilizamos a informação nunca será mais importante do que a informação em si”, ressaltou.
Comente esta notícia


Modelo colaborativo

Com apenas 35 empregados e mais de 100 mil voluntários, a Wikipedia tem 3 milhões de artigos em inglês e mais de 500 mil em línguas como português, alemão, francês, japonês e espanhol. Na China, onde o site foi bloqueado por alguns anos, passa de 300 mil verbetes.
Wales atribui o sucesso ao modelo colaborativo. "Os usuários têm direito de publicar, de modificar, de pegar o conteúdo. É o total oposto de um conteúdo exclusivo, que só pode ser usado por um meio", disse. O foco, ressaltou, é no compartilhamento do conhecimento. Para isso, é fundamental um mínimo de legibilidade para todos os internautas e ferramentas fáceis de usar.
Segundo seu criador, a Wikipedia funciona como um sumário, um ponto de partida para pesquisas mais aprofundadas, e por isso não pode ser usada como fonte principal de trabalhos escolares ou acadêmicos. "É o primeiro passo, o primeiro lugar onde você vai pesquisar um assunto, não o último". Wales sugere ainda que o site seja usado nas escolas como uma ferramenta para ensinar os estudantes a trabalhar em conjunto.
Além da colaboração de conteúdo, a Wikipedia se mantém com doações em dinheiro. Os colaboradores doam, em média, US$ 30, mas grandes empresas também repassam quantias maiores – o Google, por exemplo, fez uma doação de US$ 2 milhões recentemente.

Sites especializados

Boa parte da palestra de Wales foi dedicada à apresentação de sites da Wikia, que abriga conteúdos tão diversos como a Lostpedia (sobre a série de TV "Lost"), Muppet (sobre os personagens de Muppets), o Green (sobre ecologia e ambiente), Recipes Wiki (de receitas) e Tampa Bay Homeless Resource Wiki (sobre moradores de rua de Tampa Bay, nos Estados Unidos).
"Os sites especializados têm um público cativo, que lê e contribui para sua atualização. Em uma busca no Google por 'Muppet', as primeiras referências são o Muppet Wiki e o verbete 'Muppet' na Wikipedia. O site oficial não aparece nem na primeira página de resultados, porque o conteúdo não é atualizado com a mesma frequência. Os usuários querem atualização contínua sobre os assuntos que gostam", exemplificou.

16 de jun de 2010

Em ritmo de copa do mundo, Twitter não aguenta o tranco dos acessos.

 O Twitter tem tido muitas dificuldades em manter o serviço estável neste mês de junho. Nos últimos dias, o sistema tem caído diversas vezes durante o dia, chegando a impossibilitar o acesso por parte dos usuários por horas a fio.
Segundo o site TechCrunch, um dos motivos para tanta instabilidade pode ser a torrente de acessos gerada pela copa do mundo, também alavancada pelo próprio Twitter com a inserção de hashflags – palavras-chave que são transformadas em ícones de bandeirinhas no serviço – e página especial para o acompanhamento das partidas da copa.
“Estávamos bem cientes do impacto da Copa do Mundo. O que não antecipamos foram algumas complexidades, que exigiam a otimização dos nossos sistemas antes e durante o evento”, explicou Sett Garrett em postagem no blog oficial do Twitter.
Tem sido frequente a presença da tradicional failwhale, baleia que aparece quando o sistema cai por algum tipo de problema, e como a solução é ajustar a arquitetura do Twitter, é possível que o serviço volte a ‘baleiar’ mais algumas vezes durante as próximas semanas.
Os problemas apresentados, apesar de incômodos, são do tipo que revela boas coisas: o Twitter teve um crescimento de acessos muito maior do que o esperado, e os usuários realmente fizeram uso do serviço para comentar sobre os jogos da copa, ainda mais com tantos incentivos da equipe do Twitter.
A previsão é de que dentro de duas semanas os problemas sejam resolvidos, mas nesse meio tempo o Twitter precisará ser suspenso para manutenção, informa o site Mashable. Se tudo der certo, o Twitter não vai deixar ninguém na mão nas semifinais e nas finais – e todo brasileiro vai ter o seu direito de dizer ‘Cala a boca, Galvão’ assegurado.